segunda-feira, 21 de março de 2016

-------------Kauane Nascimento comemora Conclusão de curso de nivel superior.

Colação de Grau.
Comemorando conclusão de curso em administração de empresas a jovem Kauane Nascimento com muita emoção neste dia 20 de março em um culto de  jovens na Assembleia de Deus Ministério de Madureira em Tauá , 


Emoção pra toda familia e Igreja com as palavras de homenagem dirigidas a ela , e ela mesma fazendo uso da palavra agradece a todos e atribui a Deus essa grande conquista e diz que sem Ele ela não teria conseguido por conta de tantas dificuldades que enfrentou durante todo o curso.

------ Pastor Pereira discursa falando do exemplo dela e que deve ser seguido por outros jovens da Igreja  e a homenageia de forma comovente.

Parabens Kauane , você é guerreira e merecedora desta conquista.

------ Trauma Psicológico aumenta risco de infarte

---------Confira!!!


Stress pós-traumático também afecta o coração Pessoas que sofrem de stress pós-traumático têm mais probabilidades de desenvolver doenças cardíacas, afirma um novo estudo.Aqueles que passam por traumas têm uma probabilidade até seis vezes maior de sofrer um ataque cardíaco, segundo um novo estudo da New York Academy of Medicine.O médico Joseph Boscarino avaliou 12 estudos que envolviam 50 mil pessoas expostas a desastres urbanos, guerra, maus-tratos na infância e abuso sexual. Os riscos de enfarte seriam ainda mais altos entre as pessoas que, além do trauma, sofrem de ansiedade e depressão.Boscarino utilizou um estudo com veteranos da Guerra do Vietname para ilustrar as suas descobertas. Naquele estudo, 2.490 homens tinham sido examinados 17 anos após a experiência de combate. O levantamento mostrou que 54 ex-combatentes sofriam de stress pós-traumático, enquanto 30 homens apresentavam sinais de que já tinham sofrido algum tipo de ataque do coração. Estes sinais foram identificados a partir do estudo dos electrocardiogramas das pessoas examinadas para o estudo.Boscarino descobriu que sete por cento dos homens diagnosticados com sintomas do stress pós-traumático tiveram um ataque cardíaco, contra apenas um por cento entre os que não tinham stress. O médico levou também em consideração outros factores como estilo de vida, consumo de tabaco e álcool e a condição económica.Em Portugal o fenómeno também ocupa um lugar de peso. Segundo dados de um estudo elaborado no Hospital Júlio de Matos, cerca de 50 mil portugueses que combateram na guerra colonial sofrem actualmente de stress pós-traumático crónico em consequência da sua participação nas acções militares desenvolvidas nas antigas colónias ultramarinas, foi ontem revelado no Porto. O estudo, realizado com 170 antigos combatentes da guerra colonial, concluiu que apenas 10 por cento destes ex-combatentes tiveram os primeiros sintomas da doença durante a guerra, mas a grande maioria só começou a sentir os sintomas do stress pós-traumático depois de ter regressado a Portugal. Para chegar a estes valores, também foi utilizada uma extrapolação para a população portuguesa dos dados obtidos em vários estudos realizados nos EUA com antigos combatentes, nomeadamente da guerra do Vietname. Em declarações à BBC, Jim Bolton, psiquiatra do hospital St Helier, em Londres, afirmou que o estudo «faz todo o sentido». Em geral, afirma o especialista, «costumamos pensar que essas coisas estão todas na mente. Mas os efeitos psicológicos podem ter efeitos muito significativos no corpo», afirmou. Bolton ainda refere que depressão e ansiedade são comuns entre pessoas com stress pós-traumático. «Ansiedade e depressão têm um efeito no ritmo cardíaco, podem deixar o coração mais vulnerável a batidas irregulares. Podem também aumentar o risco de coagulação do sangue», explicou. Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet.

Pastor Antônio Pereira.
21/03/2016.



sábado, 19 de março de 2016

Ação do Projeto Operação Resgate em Tauá Ce.

--- Prestação de serviço social gratuito.



Aconteceu dia 27 de fevereiro no Bairro Aldeota em Tauá Ce. 
Prestação de Serviço Social com diversos profissionais que disponibilisaram seus serviços voluntariamente atraves deste Projeto a comunidade citada , vários voluntários e parceiros estiveram unidos nesta causa , dentre os voluntários estiveram trabalhando Advogados , enfermeiros , Psicólogos, Clínico geral , Nutricionistas, Fisioterapeutas , Dentistase outros, foram distribuídos através de sorteios cestas básicas de alimentos , diversos brindes e servido um sopão e cafezinho . foram atendidos mais de 1.000 pesoas das 07;00hs da manhã até as 10;00hs.



Árvore bíblica volta a brotar em Israel após 2 mil anos

Tamareira “Matusalém” germina na Terra Santa

Segundo a tradição judaica, as tamareiras da Terra Santa chegaram a Israel trazidas do Egito após o Êxodo. A espécie mais comum na região por séculos de fato tem uma genética que mostra uma relação mais próxima com a variedade egípcia da planta, conhecida como Hayany.
Até os tempos de Jesus, esse tipo específico de tamareira (Phoenix Dactylifera) era comum em todo o território do estado de Israel. Durante séculos foi um símbolo da região. Além de possuir propriedades medicinais, todas as suas partes podiam ser aproveitadas, especialmente seus nutritivos frutos.
Contudo, segundo a história, ela ficou extinta por quase dois mil anos. Numa tentativa de abalar a economia local, os romanos cortaram todas as tamareiras da Judeia. O “milagre” aconteceu em 1973.
Durante uma viagem de exploração na Fortaleza de Massada, o arqueólogo israelense Ehud Netzer, da Universidade Hebraica de Jerusalém, descobriu um pote cheio de sementes de tâmara. Ele procurou o arqueólogo botânico Mordechai Kislev, da Universidade Bar-Ilan, de Tel Aviv.
Kislev guardou as sementes num depósito por 31 anos, considerando que seria impossível elas voltarem a germinar depois de dois milênios. Contudo, em 2004, ele falou sobre as sementes com a doutora Elaine Solowey, diretora do Instituto de Estudos Ambientais Arava, no Kibbutz Ketura, localizado no extremo sul de Israel.
Ela é uma especialista em ervas medicinais em vias de extinção. Sentiu-se desfiada a fazer aquelas sementes brotarem.
De fato, em 2005, após uma série de procedimentos científicos avançados, a tamareira germinou. Logo foi apelidada de ‘Matusalém’, uma referência ao mais longevo personagem bíblico.
Como esse tipo de planta demora cerca de 10 anos para frutificar, em 2015, ela gerou novas sementes. Acabou se tornando “papai”, pois o pólen do macho produziu tâmaras em uma fêmea.
A doutora Solowey explica que testes comprovaram que as sementes de “Matusalém” tinham 2.000 anos de idade. Até 2012, manteve o recorde mundial de árvore nascida a partir da semente mais antiga. Contudo, perdeu o título após pesquisadores conseguiram germinar sementes com cerca de 32.000 anos.
A tamareira milenar passa de quatro metros de altura, “tem alguns ramos, flores, e seu pólen é bom” comemora Solowey. A doutora explica que “as plantas medicinais desta região são muito importantes, pois são mencionadas na Bíblia”.
“Quando olhamos para fontes antigas e alguns textos hebraicos, vemos que a tamareira era utilizada para diversos tipos de tratamento de doenças… Para nós, não se trata apenas de uma comida”, 

Equipe de Transição para a prefeitura de Tauá.

1º NATAL CRIANÇA FELIZ com 300 crianças .

Projeto Operação Resgate , promove evento em dezembro pra 300 crianças carentes dos bairros de Tauá. Será dia 18/12 de 2016 na Rua Jo...