quinta-feira, 2 de março de 2017

Felipão deixa Igreja evangélica e volta ao mundo do forró.

Felipão diz em entrevista ao Blogueiro Fernando Mello, que sua saída do meio gospel foi o baixo cachê que as igrejas lhe pagavam.


Com a frase do psiquiatra e escritor Augusto Cury, o cantor Felipão respondeu às críticas que vem recebendo por conta de sua volta ao Forró.  “A capacidade de se colocar no lugar do outro é uma das funções mais importantes da inteligência. Demonstra o grau de maturidade do ser humano”, publicou o vocalista.
Quase uma década após anunciar o desligamento da banda Forró Moral (a última apresentação foi em 2008, em Campina Grande), a conversão para a religião evangélica e a posterior entrada na carreira gospel; o cantor retorna ao forró neste ano. A decisão nada agradou uma parte dos “fãs” que criticaram a decisão.
No passado, Felipão tinha músicas ousadas — para a igreja .
Em resposta às críticas, o cantor publicou um “textão” em seu perfil no Instagram, neste domingo (29). “Tenho sido questionado nos últimos dias por pessoas queridas e fãs sobre estar abandonando a igreja, a minha fé. Não, não estou abandonando nenhuma das duas”, garante Felipão.
“Estou retomando minha carreira procurando entender o que Ele espera de mim nesta nova fase e qual o meu papel na música nacional. Estou muito consciente que não terei a aprovação de todos, mas não tenho dúvidas que terei o amor e as orações daqueles que me amam de verdade”, desabafa.
Ele anunciou oficialmente sua decisão no início do ano, mas ainda não estreou, seu primeiro show está previsto para 1º de Abril e já conta com uma venda de ingressos fora do comum. Milhares de pessoas querem assistir ao retorno de Felipão ao forró secular.
Apesar de toda a repercussão, Felipão havia mantido segredo sobre o real motivo de sua saída do meio gospel, até que, recentemente ele concedeu uma entrevista ao blogueiro Fernando Meloonde ele esclareceu que o motivo do seu retorno, seria o baixo cachê nas agendas do meio evangélico.
"O meio gospel está cada vez mais complicado; a igreja não corresponde às despesas que se tem, e apesar de o justo viver da fé, o trabalhador é digno de seu salário. 
Tenho resistido para não regressar às origens, cheguei inclusive a "torrar" meus bens pessoais para poder me manter na estrada com o meu ministério gospel. Certa vez passei uns três dias ministrando em uma igreja e no final recebi pouco mais de R$ 600. Dá para manter a si e a outros músicos assim?! " disse o cantor durante a entrevista
Segundo ele, as prefeituras em seus eventos de aniversário pagam acima de R$ 40.000 para bandas do meio secular, mas relutam em investir R$ 20.000 em alguma atração gospel, e isso complica ainda mais a situação.
Felipão iniciou seu ministério gospel bem estruturado, com ônibus rodando o Nordeste e uma banda completa. Dias antes de anunciar seu retorno ao secular, havia reduzido a formação de sua banda e estava viajando pelo Nordeste apenas com um tecladista, ou até mesmo usando Playback.
Se a saída dele , da igreja , foi por causa de dinheiro , acho que sua entrada na igreja não foi por causa de Jesus.  
Frase-Pastor Pereira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

obrigado por sua visita ao blog

Equipe de Transição para a prefeitura de Tauá.

1º NATAL CRIANÇA FELIZ com 300 crianças .

Projeto Operação Resgate , promove evento em dezembro pra 300 crianças carentes dos bairros de Tauá. Será dia 18/12 de 2016 na Rua Jo...